quinta-feira, 5 de setembro de 2013

FELIZ DIA DO IRMÃO!!!

Quando eu estava grávida da Maria Carolina sempre disse que ela seria filha única! Pra poder ter todo o meu amor só pra ela, pra ter as melhores roupas, os melhores brinquedos, pra frequentar as melhores escolas, pra viajar pra Disney, pra nunca precisar dividir o chocolate (isso era "trauma" meu com a minha irmã)! Hahahaha!

Mas aí, a vida me deu uma rasteira. E das mais doloridas, que causou um tombo feio e eu nunca mais me curei! Maria Carolina nasceu com a CDKL5. Eu pensei e agora? Como vai ser? Minha mãe e meu pai não vão durar para sempre... Eu e o Fernando não vamos durar para sempre. E se nos acontece alguma coisa e a MC fica sozinha no mundo? Quem vai ter amor suficiente pra cuidar dela? Aguentar suas crises convulsivas diárias? Quem vai querer sacrificar uma boa parte da sua vida em prol da vida da Maria Carolina?

A ideia de dar um(a) irmãozinho(a) pra MC começou a surgir. Não, não seria um irmão pra ser babá da Maria Carolina quando a gente não estivesse mais aqui, não seria um estepe pra ajudar a cuidar da irmã e sim um companheiro de vida pra ela. Alguém com quem ela pudesse contar em todos os momentos!

Só que tivemos que esperar... Esperar 4 anos até que os exames finalmente nos dessem um diagnóstico preciso sobre a CDKL5, um diagnóstico que nos desse uma pontinha de esperança de que o irmão pudesse nascer e que não tivesse problema nenhum de saúde. E aí, a Marina aconteceu!

E como eu não canso de dizer aqui e pra quem quiser ouvir: a Marina mudou completamente a vida da Maria Carolina (e a minha também)!!! MC é outra criança. Claro, continua com todos os seus problemas de saúde e suas limitações, mas a irmãzinha fez muito bem pra ela. É nítido, visível e perceptível que quando as duas estão juntas o mundo fica melhor, MC se sente bem e a felicidade transparece de uma maneira que sempre me faz chorar! Choro de emoção, choro de felicidade e choro em saber que fiz a coisa certa em dar a Marina de presente pra Maria Carolina. Sei que as duas serão eternas companheiras e sei que a minha pequena vai ser a grande defensora e cuidadora da irmã!






E como não posso deixar passar, quero aproveitar e fazer uma homenagem pra minha irmã Camila. Dinda da MC e Tia da Marina. Minha irmã que na nossa infância sempre me incomodou, encheu o saco, ficava grudada em mim, lia as minhas agendas, se fazia de coitadinha pros nossos pais... Mas que quando cresceu, virou minha melhor amiga, minha companheira, meu porto seguro, minha confidente, uma parte de mim que eu não saberia viver sem! Te amo, Camila!

2 comentários:

  1. Carú, vc é minha inspiração de hoje!
    bjus
    Moninha!

    ResponderExcluir
  2. Que bonita mensagem prima. Beijos Katia

    ResponderExcluir